quarta-feira

IMBASSAÍ E PRAIA DO FORTE/BAHIA

Praia de Imbassaí.
Imbassaí é um vilarejo que pertence ao Município de Mata de São João, localizado a 63 km de Salvador e a 13 km da Praia do Forte no litoral Bahiano, muito conhecido pelo Ecoturismo. A palavra Imbassaí em tupi-guarani significa caminho do rio, já que o povoado fica entre o mar e o rio Imbassaí. Um verdadeiro refúgio de belas praias!!!!!!!!
O lugarejo como local turístico foi descoberto relativamente à pouco tempo e começou a ser preparado para receber os visitantes com a implantação de estrutura hoteleira, bares e restaurantes. O local em si é mais indicado para quem procura relaxar, já que não há baladas ou festas até alta madrugada, fato este nos atraiu até lá!!!!!!!!!
Um paraíso quase deserto!!!
Essa foi uma viagem deliciosa que fizemos com um casal de amigos muito queridos. Como a gente não tem costume de viajar em grupo, ficamos um pouco receosos que alguma coisa saísse errada, mas deu tudo certo!!!! Só relax e descanso regados à muito bate-papo e cerveja geladinha na beira da praia!!!!!
Praia de Imbassaí, águas mornas e tranquilas.
Saímos de nossa cidade (Aracaju) bem cedinho, pois queríamos aproveitar bem a sexta-feira já em Imbassaí. Como fomos de carro e a distância até lá era de apenas 250 km, chegamos antes das 10h. 
     O único inconveniente foi que não conseguimos reservar nossa estada no mesmo hostel, mas como estávamos de carro, não houve problema. Eu e Adilson ficamos no Eco Hostel Lujimba (foto acima) e nossos amigos ficaram no Mundo Mico hostel, a menos de 1km de distância um do outro. 
 Eco Hostel Lujimba
 Mundo Mico Hostel.
Mundo Mico Hostel.
Fizemos o check in nos hostels, trocamos de roupa e praia!!!!!! Levamos tudo para nosso conforto: cadeiras, sombreiros, cooler com cervejas, refrigerantes e vários petiscos. Ficamos lá de maresia até o início da tarde, só conversando, bebendo e comendo. Quem puder fazer o mesmo, recomendamos, pois não há uma grande infra-estrutura na praia.

Hora de relaxar!!!!

Praia quase particular!!!!!
Saímos a procura do Restaurante da Vânia, pois nos haviam dito que lá serviam a melhor moqueca da região. Não nos arrependemos!!!!! Uma verdadeira delícia!!!!!! Pelas fotos dá para se ter uma ideia.
Moqueca de peixe na panela de barro.
Pedimos moqueca de peixe e moqueca de camarão, que vieram acompanhadas de arroz branco, farofa e pirão. Nossa, nunca comemos tanto!!! E olha que não estávamos com tanta fome assim, pois já tínhamos petiscado e bebido bastante!!!

Restaurante da Vânia.
Depois do almoço, necessitávamos fazer uma caminhada para gastar umas calorias, então saímos a pé pelas ruas do vilarejo e achamos tudo muito bonito e tranquilo, sem aquela ferveção de turistas que geralmente encontramos nas cidades bahianas.
Rio Imbassaí.
Fomos caminhando até a beira do rio que corta a cidade para tirar algumas fotos. Não há muita coisa para se ver, nem se fazer por lá. Apenas uns bares e uns restaurantes funcionando àquela hora.
Ponte sobre o rio Imbassaí que leva até a praia.
Depois da caminhada, resolvemos voltar para o Eco Hostel Lujimba, pois decidimos ficar bebericando na piscina. A estrutura do hostel é legal, há piscina, bar e espaço de sobra para conversar, mas achamos as áreas comuns, principalmente os jardins, um pouco descuidadas. Mas nada que afetasse nosso bem-estar.
Nosso amiguinho de pileque!!!!
Ficamos até o fim da tarde na piscina do Lujimba; estávamos tão cansados e "um pouco embriagados" que resolvemos levar nossos amigos ao Mundo Mico Hostel e os quatro decidimos não sair mais àquela noite. Cachaça não é água não...
Entrada para a cachoeira Dona Zilda.
No dia seguinte, depois do café da manhã (que comemos como loucos), saímos de mala e cuia para a cachoeira Dona Zilda, que fica dentro de um sítio em Imbassaí mesmo, onde se pode tomar banho e comer no restaurante do local. 
Cachoeira Dona Zilda.
Paga-se R$ 3,00 por pessoa para entrar no sítio. Pedimos para conhecer a cachoeira antes de pagar, mas não gostamos do local. Resolvemos ir para Praia do Forte, que nos parecia mais animado.
Calçadão da Praia do forte - lojas e restaurantes que misturam o sofisticado e o rústico.
Chegando na Praia do Forte, enfrentamos o primeiro desafio, que foi encontrar vaga de estacionamento. Esse problema lá é crônico, sempre que a gente vai para Praia do Forte é a mesma coisa. Ou se chega cedo, ou a pessoa tem que estacionar em um estacionamento privado a preços exorbitantes fora do povoado e depois tem que caminhar mais de 1km até chegar ao calçadão da vila.
Praia do Forte é uma antiga vila de pescadores fundada ao redor de uma fortaleza que um fidalgo português mandou construir no século XVI para proteger e armazenar mercadorias que chegavam àquela localidade até serem enviadas para a província de Salvador e com o passar dos tempos se tornou um local charmoso, que mistura o rústico com o sofisticado, que atrai milhares de turistas do mundo inteiro.
Calçadão da Praia do Forte.
É um local para passear, para comer bem, para compras, para banho e vários outros entretenimentos. Além disso, há o Projeto Tamar no local, que protege as tartarugas marinhas que vão até a praia para pôr seus ovos. Quem nunca visitou, recomendamos que conheça.
Capela de São Francisco de Assis.
No final do calçadão há a Capela de São francisco de Assis, que fica em frente à praia. Foi construída no ano de 1900 pelos próprios pescadores. Vale visitar!!
Trilha para a praia.
Depois do passeio no calçadão decidimos ir para a praia do Papa Gente, onde se encontram as piscinas naturais e a gente estava louco para praticar o snorkeling, um dos nossos hobbies. Nosso segundo desafio foi chegar até a praia, que é bem distante do estacionamento e como tivemos que levar nossos aparatos, caminhamos bastante, mas com um pouco de bom-humor, a caminhada foi até divertida.
Assim que chegamos, organizamos nossas coisas, abrimos aquela cervejinha gelada que levamos e banho!!!!!!!!! Pena que o dia não estava ensolarado para deixar o mar mais transparente. 
Snorkeling.
Mesmo com o mar meio mexido, deu para tirar fotos bonitas. O local é excelente para a prática de snorkeling, pois as piscinas naturais são bem pertinho da areia da praia e não há muitas ondas.
Meu amiguinho curioso.
Ficamos na praia até o fim da tarde petiscando e tomando nossas cervejinhas. Foi uma tarde maravilhosa!!! Local bonito, amigos legais, cerveja gelada!!!
Restaurante É... massa, no centro de Imbassaí.
À noite estávamos mortos de cansaço e por isso decidimos jantar em Imbassaí mesmo e achamos que uma pizza seria muito bem vinda. Pizza quadrada, muito gostosa. Depois do jantar, saímos para o Bar Fundo de Quintal, onde havia música ao vivo. A balada só vai até a meia-noite, pois há uma regra dos bares fecharem a esta hora para promover tranquilidade aos turistas que se hospedam no vilarejo.
Bar Fundo de Quintal.
Nosso último dia na Bahia foi de praia. Decidimos voltar para a Praia do Forte e ficar em frente à Capelinha de São Francisco de Assis, na praia do Porto. Aproveitamos para visitar as lojinhas do calçadão e fazer umas comprinhas.
Sombra e água fresca!!!!
Praia do Porto.
Ficamos na areia da Praia do Porto até por volta das 13h e depois saímos para almoçar. Comemos no restaurante self service Chicabacana, mas não gostei da comida (estava fria e a carne dura). De lá, voltamos para os hostels em Imbassaí, fizemos o check out, pegarmos nossas mochilas para, infelizmente, voltarmos à nossa cidade.
Não temos o costume de viajar em grupo, mas confesso que essa experiência foi muito legal e bastante divertida!!! Adoramos.

5 comentários:

  1. Prezada Rose,
    Boa noite.

    Gostaria de saber, por favor, de saber quando vocês viajaram para Imbassai.
    Estamos planejando ir agora em janeiro.

    Desde já agradeço.

    Att.,

    Soraia

    ResponderExcluir
  2. Viajamos em maio de 2014.

    ResponderExcluir
  3. Olá Rose, pretendo ir em Imbassai em dezembro, e ficar o hotel costa dos coqueiros, porém não sei se lá é próximo do centrinho? e se tem mercados ( para comprar coisas para levar para praia, já que parece que não tem nada de bares como de costumes em beira a praias)? e não vamos de carro que fica pior ainda.

    ResponderExcluir
  4. Oi Milena,
    Eu não sei onde fica o hotel que você vai se hospedar, mas se for o resort, ele fica mais ou menos a 1 km do centrinho. Lá tem um pequeno supermercado que vende de tudo, desde gelo até pão.

    ResponderExcluir
  5. Vou para Imbassaí mês que vem e adorei suas dicas. Obrigada.

    ResponderExcluir

ESTE ESPAÇO É SEU. SINTA-SE À VONTADE!!! COMENTE, PERGUNTE, CRITIQUE, PARTICIPE!!!