sexta-feira

LOS ROQUES na Venezuela, um sonho possível!!!!!

Quando decidimos conhecer Los Roques tivemos vários desafios. O primeiro, e sem dúvida o mais difícil, foi conseguir informações coerentes de como chegar, onde se hospedar e o que fazer por lá. Visitamos vários blogs e sites, mas achamos as informações tão desencontradas ou fragmentadas, que quase enlouquecemos!!! Aqui, vamos tentar colocar a maior quantidade de informações úteis. ACREDITE!!! Los Roques é um sonho possível.
Uma das ilhas de LOS ROQUES.
O segundo desafio, foi conseguir entrar em contato com as companhias aéreas que fazem o trajeto de Caracas (não há voos diretos saindo do Brasil) até Los Roques. Simplesmente elas não respondem!!!
 Tentamos também com uma agência chamada VENEBRASIL, que se diz "especialista" em levar brasileiros para lá. Telefonamos várias vezes para um número fornecido pelo site e nos orientaram fazer a pré-reserva  do voo e hospedagem pelo site mesmo, mas responderam nossa solicitação após de 3 meses, depois disso quem iria confiar na idoneidade desta empresa????? Não recomendamos.
 Nosso aeromotor. Tivemos um pouco de medo!!!
Dentro da aeronave. Parecíamos sardinha em lata.
O terceiro desafio foi enfrentar a situação de "guerra civil" em que se encontra Caracas, pois tivemos a infeliz ideia de passar um dia lá para fazer turismo (o objetivo maior era justamente procurar uma agência de turismo local para comprar as passagens para Los Roques, não fazer turismo). Na verdade, a gente pensou várias vezes em cancelar a viagem, mas como somos teimosos, encaramos mesmo assim. No fim, deu muito certo!!!!!!! 
Nosso primeiro pôr-do-sol em Gran Roque.
Abobada com a beleza do pôr-do-sol.
É importante dizer que fomos em baixa estação, por isso arriscamos comprar as passagens para Los Roques depois de ter chegado em Caracas. Procuramos uma agência de Viagem no Centro Comercial San Ignácio no Bairro de Altamira, chamada Cosmoviajes e compramos as passagens para o dia seguinte (essa agência foi indicada pelo Caracas City tour). 
O charme da ilha Gran Roque.
Na agência, pagamos pouca coisa mais cara para voar com a CHAPI AIR, mas pelo menos não ficamos no aeroporto esperando que nos encaixassem de última hora. Muitas pessoas chegam no aeroporto às 5h da manhã e ficam na fila de espera para embarcar, tem gente que fica até as 17h tentando e não consegue. Se dão SORTE, viajam. Por isso, decidimos comprar antes e evitar transtornos.
Avião da Chapi Air aterrisando.
Quem for viajar em alta estação, tente as agências:
AEROTUY - 58 (0212) 212 3106 -  58 (0212) 212 3110 - 58 (0212) 212 3111.
CHAPI AIR - 58 (0213) 355 1349 - 58 (0212) 355 1965 - 58 (0414) 311 1117.
reservacioneschapiair@gmail.com
MACORO TOURS - 58 (0212) 421 9191 -  58 (00424) 253 5775.
Telefone e fale diretamente, não mande e-mails, porque geralmente eles não respondem.
COSMOVIAJES - 58 (0212) 265 2451 - 58 (0212) 261-9784 - 58 (0212) 261-9191 (fechamos com essa). Se quiser arriscar por e-mail: info@cosmoviajes.com.ve. Não custa nada tentar.
Fazendo o reconhecimento da ilha. 
Cada visitante deve pagar uma taxa de permanência na ilha. Há um guichê ao lado do aeroporto e paga-se logo quando desembarcamos. Não é caro, pagamos o equivalente a 12 dólares o casal para passar sete noites.
Em direção à Francisquí, nosso primeiro passeio.
Quanto à hospedagem, resolvemos não reservar nada pela agência Cosmoviajes e negociar diretamente os valores das diárias nas várias pousadas que existem na ilha Gran Roque. Já tínhamos feito uma lista das top 10 pesquisando no site trip advisor e levamos conosco. Chegando lá um susto!!! As diárias dessas 10 eram absurdamente caras!!!!! 
 Ilha Francisquí, a 10 minutos de barco de Gran Roque.
Sombra e cerveja gelada!!!! 
Os voos da Chapi Air saem de dois aeroportos: o Maiquetía e o Higuerote (este, fica localizado a 180 km de Caracas). Seguem os horários que conseguimos:
Saídas de Higuerote - 9:00h
Retornos à Higuerote - 7:30h e 17:00h
Saídas de Meiquetía - 6:30h, 13:30h e 17:00h
Retornos à Maiquetía - 11:00h , 14:30h e 17:00h
Os voos da Aereotuy também saem dos dois aeroportos, mas não conseguimos seus horários.
 Águas transparentes em Francisquí.
Decidimos ir de pousada em pousada até achar uma que ficasse dentro das nossas possibilidades. Afinal, nosso lema de viajantes inveterados é: pousada é só para dormir e tomar banho. Achamos uma excelente em matéria custo-benefício. A POUSADA KARLIN 58 (0237) 221 1443 ou 58 (0414) 288 1654, uma casa onde a proprietária aluga suítes. Fica em frente à pousada Guaripete, que é muito mais cara (info@posadaguaripete.com). 
 Um pouco de snorkeling.
Snorkeling em Francisquí.
Na pousada KARLIN as diárias custaram 17 dólares por pessoa (850 bolívaes) com café da manhã e jantar. Ficamos no primeiro quarto e achamos limpo, espaçoso e confortável. Chuveiro frio, mas conversando com outras pessoas que estavam hospedadas em diversas pousadas, não há banho quente na ilha. A comida da Doña Perfecta era excelente!!!!!!!! 
Pesquisando e perguntando à outras pessoas que optaram pelo sistema com passeios incluídos, descobrimos que é completamente desnecessário pagar mais alto por essa comodidade, pois os passeios incluídos são para as ilhas próximas e mais comuns.
O farol de Gran Roque.
 
Pousada Karlin à esquerda e à direita pousada Guaripete (onde estou sentada).
As ilhas mais distantes (que não estão nos preços do all inclusive), são as que REALMENTE VALEM À PENA e por isso não estão incluídas nos pacotes. Essas, deve-se obrigatoriamente pagar por fora para conhecê-las e eles não devolvem a diferença paga com antecedência. 
Segundo dia de passeio. Gran Barrera arrecifal del Este.
Quanto às CAVAS (caixas térmicas), as pousadas que as oferecem geralmente não incluem bebidas alcoólicas e a pessoa de qualquer jeito ou tem que ir ao mercadinho para comprá-las ou pagar mais caro às pousadas para que as coloquem (quase o dobro por uma latinha de cerveja: 20 bolívares no mercadinho e 35 bolívares nas pousadas). 
Nós alugamos a nossa por um preço equivalente a R$ 2,50 por dia (50 bolívares, uma pechincha), compramos gelo, lanches e petiscos que mais gostamos e levamos conosco para os passeios. Simples assim, a ilha é minúscula e tudo perto. Durante nossas pesquisas lemos algumas postagens e nos pareceu um bicho de sete cabeças esse lance de arrumar a sua própria cava, mas é muito simples e você só vai comer e beber o que gosta.
Nordisquí.
Conhecemos gente estava insatisfeita por ter que comer arroz gelado ou macarrão gelado (nós pensávamos que as pousadas só mandavam sanduíches, mas mandam refeições também. Nós teríamos odiado, pois destetamos comida fria).

O capitán Chichí nos trouxe uma tartaruga gigante pra vermos de perto. 
 Ah, íamos esquecendo: cuidado com as GUARIPETES (são umas lagartixas negras inofensivas), pois elas entram nas bolsas ou sacolas procurando restos de comidas. Podemos encontrá-las em praticamente todas as ilhas.
Fim de tarde. O mar azul fica mais azul.
Quem viajar em alta estação e decidir fechar com as pousadas antes, NÃO recomendamos pegar o sistema com passeios incluídos (elas cobram mais caros quem fechar pela internet). Na ilha os preços dos passeios são tabelados.
Cayo Vapor.
Para as ilhas mais distantes, são 12 dólares ou 600 bolívares por pessoa com direito a duas cadeiras e sombreiro. As mais próximas são 9 dólares ou 410 bolívares por pessoa, incluídas as cadeiras e sombreiro, então pode-se fechar com qualquer pousada que ofereça serviços de transfer ou contratar no guichê ao lado do aeroporto ou contratar direto com os donos das lanchas. As lanchas saem do pier por volta das 9:30h.
Terceiro dia de passeio - Boca de Côte, o melhor lugar para snorkeling na nossa opinião.
Decidimos contratar todos os passeios pela pousada Guaripete, pois ela tem lancha própria e o capitão mais famoso da ilha, o Capitán Chichí (fala-se tchitchí, como na plavra tchau), que faz toda a diferença entre os demais.
 Boca de Côte.
Profundidade excelente para fazer snorkeling e beleza indescritível. Assim é Boca de Côte.
Cada dia há uma ilha para ser conhecida e a rotina é praticamente a mesma. Acordar às 7:30h, tomar café às 8:00h, comprar gelo, bebidas e lanches (no nosso caso) e estar às 9:15h ou 9:30h no pier para a saída das lanchas. Nas ilhas, os barqueiros armam os sombreiros nos lugares que a pessoa deseja, colocam as cadeiras e nos deixam sozinhos. Não tenha medo, eles NUNCA se esquecem de buscá-lo no final do dia.
Para aquelas pessoas que adoram fazer snorkeling, o lugar que mais gostamos pela profundidade que tem, foi a Boca de Côte. É um pouco distante de Gran Roque, mas vale realmente a pena. Água transparente e muitas espécies de peixes.
Boca de Côte, um excelente lugar para snorkeling.
 Geralmente, as lanchas ficam neste local por aproximadamente uma hora para que as pessoas mergulhem à vontade. Neste local, é imprescidível que a pessoa saiba nadar, pois é bem fundo. Pergunte se na lancha há coletes (daqueles que a pessoa veste) para facilitar a vida de quem não souber nadar muito bem. O visual embaixo da água é MAGNÍFICO.
Nossos novos amigos. Brasileiros e argentinos em perfeita paz e harmonia!!!!
 Depois de passar um tempo mergulhando em Boca de Côte (não há lugar para montar os toldos, pois a pessoa se joga do barco direto no mar e volta para o mesmo depois do mergulho), depende do capitán de cada lancha  a decisão de qual ilha seguir para passar o dia.

Nosso capián Chichí decidiu que devíamos conhecer o lugar onde vivem as estrelas do mar. Uma praia calminha com água bem morna e transparente. Nunca vimos tantas estrelas do mar juntas!!!! São lindas.

Oreaster reticulatus, a estrela do mar!!!!
Nosso capitán foi firme ao pedir que não deixássemos as estrelas passarem mais de 10 segundos fora da água, pois elas morrem rapidamente, o que não queríamos que acontecesse, é claro.

Depois das estrelas, se não estou enganada (são mais de duzentas ilhas), seguimos para Esparquí. E assim passamos mais um dia, entre mergulhos, cervejas, petiscos, conversas e risos.
Esparquí (se não estamos equivocados). São tantas ilhas...
À noite, as opções de bares são poucas. Não há festas até alta madrugada e tudo acaba cedo, geralmente por volta das 23h, pois o dia na ilha começa cedo com a organização dos passeios, reabastecimentos, etc.

Gabriel e Gabriela, nossos amigos argentinos. 

Bar Aquarena com nossos novos amigos.
Gostamos muito do Bar Aquarena, bar intimista com cara de lounge. Eles fazem câmbio lá também. Foi o melhor preço que vimos durante a nossa estada na ilha (1 dólar por 60 bolívares. Em todos os outros lugares estavam pagando entre 45 e 50 bolívares por dólar).
Outras opções de bares e restaurantes que podem valer à pena tomar um drink em Gran Roque:
Bora Bora la Mar
Pizzaria La Chulería
Casa Marín
El Canto de la Ballena (este também é um hostal).
Quarto dia do passeio e o local mais esperado: Cayo de Água, um lugar impressionante!!!
Cayo de Água é assim chamado porque no interior das ilhas há poços de água doce, basta perfurar para alcançar o lençol freático. Fica localizado no oeste do arquipélado e a travessia em lancha dura aproximadamente uma hora e meia, mas vale muito à pena, pois é o lugar mais LINDO que conhecemos na vida.
Quem for para Los Roques e não conhecer o Cayo de Água, definitivamente perdeu a viagem. É o "must go". Quem estiver indo com pouca grana, melhor deixar de conhecer Madrisquí e Francisquí para conhecer o Cayo de Água. Recomendadíssimo!!!!!!
Há local para banho e para mergulho de snorkel em pouca profundidade. Uma delícia de lugar, mas como se pode ver na foto, não há uma sombra sequer, só as dos sombreiros. Um dia para passar mergulhando, admirando a natureza, comendo, bebendo e relaxando.
Ideal para idosos e crianças, pois não há ondas fortes.
E o mar se abriu...
O lugar mais lindo que vimos em nossas vidas!!!! 
Nesta foto dá para ver a barreira de arrecifes onde se pode fazer snorkeling. O passeio para o Cayo de Água é para passar o dia, pois as lanchas vão diretamente para lá e no final do dia retornam diretamente para Gran Roque.  
Tomamos uns drinks no El Canto de la Ballena (também é um hostal), mas só até às 23h. rsrsrsrs
 Quinto dia do passeio: Carenero.
Como de costume, saímos às 9:30h de Gran Roque com o capitán Chichi em direção à Carenero. Havíamos pedido à ele que pescasse umas lagostas para a gente degustar se não fosse época do defeso. Pedido feito, desejo cumprido!!!!!!! Esse diferencial é que faz este capitán tão procurado pelos turistas.
 Nunca tínhamos visto lagostas tão grandes e tão deliciosas, pois foram preparadas ali mesmo em Carenero pelo Capitán Chichí e seu marinheiro. E olha que o tempeiro foi só sal!!!!! Três lagostas grandes (aproximadamente 1,5 kg) alimentaram oito boquinhas nervosas!!!!
Boquinha nervosa!!!


 Em Carenero, dois cachorros que pertencem aos poucos moradores da ilha acabaram ficando nossos amigos. São pidões, mas graciosos. Ficaram com a gente o dia todo e não os vimos nenhuma vez bebendo água.

Em Carenero também há lugar para snorkeling com muitas espécies de peixes e corais. Depois de nos alimentar com as lagostas e os lanches que levamos, tínhamos que gastar as calorias e nada melhor do que mergulhar para ver a riqueza da vida marinha. 

Nosso Capitán Chichí com polvos recém pescados. Para ele é tudo tão fácil!!!
Depois de um dia maravilhoso em Carenero, já no fim de tarde em Gran Roque, decidimos subir até o antigo farol para apreciar a beleza do pôr-do-sol. Subida leve, pois há uma trilha de fácil acesso.
Do antigo farol dá para ver que Gran Roque é uma aldeia bem pequena, mas muito charmosa. Deu até vontade de ficar para sempre.
Esperando o pôr-do-sol.
Desde o antigo farol, dá para ver o aeroporto, a lagoa e parte de Gran Roque, que é bem pequena e vive somente da pesca, do artesanato e do turismo. Depois do pôr-do-sol, de tão cansados, resolvemos dormir logo depois do jantar.
Último dia de passeio: Crasquí.
O dia amanheceu nublado no nosso último dia de passeio, mas o tempo fechado durou muito pouco, logo depois o sol saiu lindo como sempre. Decidimos conhecer Crasquí, que fica a 30 minutos de Gran Roque.
 Nesta ilha, há uma estrutura modesta de bares e restaurantes que oferecem peixes e mariscos bem fresquinhos pescados ali mesmo em Crasquí   Os bares são bem rústicos e sem muito conforto, mas para quem não quer levar a cava, pode ser uma excelente opção.
 Há um cemitério imenso de conchas no local. Ficamos muito tristes em saber que os pescadores pegavam as conchas somente para tirar o BOTUTO, que é o molusco que vive dentro delas, só porque acreditavam que era afrodizíaco. Uma pena, pois há milhares delas na parte leste da ilha. Hoje, esta prática está proibida.
Ilha Crasquí e os montes de conchas abandonadas depois da extração do botuto.
Essa foi a única impressão ruim que tivemos durante a nossa estada em Los Roques. Atualmente as pessoas que exploram o turismo estão muito preocupadas com a preservação ambiental, pois têm medo que um dia essa maravilha da natureza deixe de existir. Enfim, Los Roques é um lugar que sem sombra de dúvidas todo ser humano deveria conhecer antes de morrer!!!!!!
MAIS INFORMAÇÕES ÚTEIS:
Corrente elétrica: 110 V
Tomadas elétricas: Dois pinos achatados
Temperatura média: 28° C
População: 1.200 habitantes
Lugares de Câmbio: praticamente em todos os estabelecimentos comerciais

Veja também:
Ilha de San Andrés na Colômbia

26 comentários:

  1. Anônimo11:40

    Muy lindo relato Rose, la verdad fué un viaje especial, los roques es un paraíso, pero haberlos conocido y haber formado tan lindo grupo sin dudas fue el condimento perfecto para que nuestro viaje haya sido inolvidable. Cariños grandes. Gabriela y Gabriel.-

    ResponderExcluir
  2. Gracias Gabriela.
    Conocer ustedes hizo toda la diferencia, pues este fue el mejor viaje que hemos hecho hasta hoy! La belleza del lugar y nuestras bromas nunca serán olvidadas, se quedarán en nuestras memorias para siempre!!!!
    Tengo fe que pronto nos veremos. Besos en la pareja de argentinos más maja del mundo!!!!
    Rose e Adilson (el marinero)!

    ResponderExcluir
  3. Uauuuu! Esse lugar é magnífico!
    Rose, meu marido e eu estamos loucos pra ir a Los Roques, mas estamos achando tudo muito complicado... a agência que encontramos nos cobrou um absurdo e ja comecamos a desconsiderar o destino :( Gostaria de saber como vcs conseguiram comprar as passagens de Caracas a Los Roques. Pretendemos ir em Julho. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hayane, não desista!!!!

      Você já tentou a agência que eu postei aqui??? Cosmoviajes.
      Se você for em baixa estação, faça como fizemos e deixe para comprar lá em Caracas, mas se não puder viajar em baixa estação, vai ter que pagar mais caro mesmo. A ilha fica lotada!!!!
      Recomendo que você leia a postagem CARACAS na Venezuela no nosso blog, pois lá tem mais infos sobre como fizemos.

      Abraços

      Excluir
  4. Parabéns Rose e Adilson! Que lugar maravilhoso. Alcântara.

    ResponderExcluir
  5. Tatiana Marchezon16:15

    Esse lugar ficou ainda mais incrível conhecendo vocês. Apaixonada!!!
    Beijos cheios de saudades!!!
    E até breve!!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Rose ! Parabéns pela viagem ! Los Roques é sim um lugar maravilhoso e possível para os amantes de viagens e belas praias. Só devo retificar e até pedir um pouco de responsabilidade ao que escreve..

    ResponderExcluir
  7. A Venebrasil é uma empresa seria! Que recebe e hospeda desde 2007 milhares de brasileiros. Todos os dias buscando melhorar, todos os dias recebemos centenas de emails de pessoas perguntado, com dúvidas

    ResponderExcluir
  8. ...dúvidas se a agua é molhada ou se o Céu é azul. E sempre respondemos com a mesma emoção,porque não temos um negócio e sim um projeto de vida. Infelizmente não pode viajar conosco para conhecer os serviços das nossas pousadas, para se encantar com a disponibilidade do nosso pessoal em atender um turista com amabilidade, nem tão pouco conheceu a nossa excelente gastronomia , a mais falada da ilha, a nossa excelente carta de vinhos etc... Estamos 24hs por dia pendente de um cliente, e das suas necessidades. Voltando as nossas pousadas, somos as poucas da ilha que possui gerador elétrico, proporcionado sim uma ducha quente para os nossos turistas, os quartos possuem ar condicionado, cofre de segurança e muito conforto com colchões novinhos em folha. No café da manhã vc como quantas vezes quiser e pede o que desejar, o cooler para a praia possuí bebidas,frutas,saladas, massas frias etc... No jantar vc tem 2 entradas a escolha, dois pratos principais a escolha mais a sobremesa e tudo isso sem saber se come ou tira foto dos excelentes e saborosos pratos gourmets!

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente a comunicação não foi estabelecida com a nossa agência, muitas vezes depois que faz o pedido no nosso site, vc recebe uma resposta automática e normalmente ela vai para a sua caixa de spam/ indesejadas. Também o site está recebendo fazem dois meses modificações, mesmo assim não entendo sinceramente a falha na comunicação com a nossa equipe. Para resumir, esperamos então uma próxima excelente viagem de vocês conosco, estamos dispostos a compensa-los da melhor forma possível, inclusive com uma ótima atenção ao seu pacote ! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monique Assemany,

      O OBJETIVO DESTE BLOG É RELATAR NOSSAS VIAGENS E NOSSAS EXPERIÊNCIAS PELO BRASIL E PELO MUNDO.

      NOSSA EXPERIÊNCIA COM A VENEBRASIL FOI A QUE NARREI NA POSTAGEM, NEM MAIS, NEM MENOS.

      DEIXO AOS NOSSOS LEITORES A DECISÃO DE PROCURÁ-LOS OU NÃO.

      Abraços e obrigada pelo feedback, mesmo que tardio.

      Excluir
  10. Anna Myrthes14:26

    Depois que li a Postagem de vocês sobre San Andrés e esta de Los Roques, fiquei muito na dúvida para onde ir. Qual dos dois lugares vocês acharam melhor, no quesito opções do que fazer e mergulhar?

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. No quesito opções de mergulho e opções do que fazer, achei Los Roques melhor do que San Andrés, mas San Andrés é mais desenvolvida. Enfim, os dois lugares são mágicos!!

    ResponderExcluir
  12. Anônimo10:51

    oi rose, maravilha de post ouvi falar muito por alto de los roques a alguns dias e tbm me amarro em viajar kk minhas unicas dúvidas são: vou até caracas e de lá vou de busão pra higuerote? e quando é a baixa estação?
    valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os voos saindo do Brasil para a Venezuela vão para o aeroporto internacional de Maiquetía.
      Para Los Roques saem voos de Maiquetía e Higuerote, sendo que este fica à uns 200 km de distância de Caracas, não vale à pena ir para lá. Melhor sair de Maiquetía.
      A baixa estação vai de março (depois do carnaval) a junho e de setembro à novembro.
      Qualquer coisa, estamos às ordens para ajudar.

      Excluir
  13. Olá!
    Me ajuda com uma dúvida!?
    Estou indo a trabalho para Maiquetía no próximo sábado dia 04/10, e quero dar uma esticada de dois dias em LR. Qual o valor que vocês pagaram na passagem pela Chapi Air, em bolivares (ida e volta)?
    Obrigado pela ajuda e parabéns pelo blog (Vai ser inspiração para o meu...rs)

    ResponderExcluir
  14. Oi Wagner.
    Pagamos o equivalente a 8.350 bolívares ida e volta por pessoa na agência citada no relato. Se você for comprar diretamente no aeroporto é mais barato, mas achamos que não compensaa arriscar. A diferença não é tão grande.
    Qualquer coisa, manda a pergunta!
    Abração

    ResponderExcluir
  15. Olá Rose primeiramente parabéns muito bom os seu relatos, Los Roques parece realmente ser um destino inesquecível.

    Estou decidindo meu destino de ferias em março de 2015 e gostaria da sua ajuda;

    Este preço de hospedagem por 17 dólares é comum na ilha? Os preços que tenho visto por ai são bem superiores de 80 a 110 dólares, irei sozinho (carreira solo rs) será que consigo uma hospedagem no maior estilo dormir/tomar banho com diárias até em média 50 dolares?

    Não falo inglês será que irei enfrentar problemas na comunicação?

    Financeiramente San Andres ou Los Roques?

    Meu muito obrigado novamente, frequento seu blog a um tempo e pode ter certeza que foi um dos influenciadores para a minha primeira viagem para fora do Pais.

    Tks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michael, esse valor não é muito comum não. Os preços geralmente são mais caros que esse valor. Acontece que a pousada em que ficamos é uma casa onde a proprietária aluga suítes. Eu e Rose gostamos bastante e recomendamos você entrar em contato com a proprietária pelo telefone que colocamos na postagem. Se você falar devagar, ela vai te entender perfeitamente. Não deixe de ligar, vale a pena a pousada Karlin. INSISTA, VALE À PENA!!!!!!!!!
      Financeiramente, recomendo Los Roques, pois até as opções de passeios são maiores. Claro que os dois lugares são belíssimos, mas LR tem mais opções.
      Fale português pausadamente que você não terá problemas, pois brasileiros são muito bem vindos por lá.

      Qualquer coisa, eu e Rose estaremos sempre às ordens!!!!!!!!!

      Excluir
  16. Olá Rose/Adilson,
    Estou com algumas dúvidas sobre Los Roques e fuçando na internet achei este relato incrível de vcs... primeiramente parabéns! Tenho dúvidas com relação à valores de hospedagem, vou com meu marido e não queremos gastar muito, pelo o que vejo nos sites, as pousadas com meia pensão estão saindo por 300,00 dólares o casal!! Realmente é muita coisa! A não ser que eu esteja fazendo as contas erradas... eu faço 300 x 2.70, é isso mesmo...rsrs E outra coisa, com relação ao vôo Caracas/Los Roques não ligo em ir de Air Chapi, mas temos que ir até Higuerote, como faço isso? Desde já agradeço pela atenção! Se puder me mande por e-mail: silvanasilvestri@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. Silvania, recomendo que entre em contato com a dona da pousada em que nos hospedamos, pois é muito barata!! E com meia pensão!!!
    As outras pousadas, como Guaripete, Piano e papaya, Acquamaria e outras, são bem caras porque oferecem certo luxo. Se você não se importa com isso, insista na pousada Karlin ou Doña Carmen (nós adoramos a Karlin e recomendamos).
    Quanto ao voo da chapi, existe saída de Maiquetía. Ligue para lá nos números que postamos no blog.
    Se for na baixa estação, pode fazer como a gente fez: assim que chegar em Caracas, entre em contato com qualquer agência de viagem e compre o voo com ela.

    Se tiver mais dúvidas, estaremos sempre às ordens.

    ResponderExcluir
  18. Olá, VC tem o contato dessa pousada Karlyn? Sabe informar se é tranquilo pra chegar por lá e conseguir uma suíte por lá?

    ResponderExcluir
  19. O contato da pousada está na postagem.
    Abçs

    ResponderExcluir
  20. Seu relato foi excelente, uma amiga está querendo ir e como já fui e vou passar algumas dicas, só que vendo seu blog já tem praticamente tudo que passaria pra Ela, meus parabéns pelo blog. Foi a melhor viagem internacional que já fizemos. Novembro vamos pra San Andres, e estou procurando dicas de Providencia. Graça e paz pra vocês e ótimas aventuras. Uma Dica para o Brasil, Jalapão em Tocantins. Simplesmente maravilhoso.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Rose. Também cheguei a seu blog procurando por San Andres e achei Los Roques rsrs Parece ser possível achar preços aceitáveis para lá, fora das garras das agências. Porém ainda estou em dúvida pois queria muito fazer em San Andres os passeios com as arraias e o mergulho com tubarões de Providência... Sabe se tem coisas parecidas em Los Roques? Parece que lá não tem encontros turísticos com animais assim

    ResponderExcluir
  22. Em Los Roques não há mergulhos com os tubarões, mas dá para ver muita vida marinha, pois há diversas ilhas que são ideais para snorkeling.
    Mas não tem exatamente o que você procura.

    ResponderExcluir

ESTE ESPAÇO É SEU. SINTA-SE À VONTADE!!! COMENTE, PERGUNTE, CRITIQUE, PARTICIPE!!!