domingo

O RIO DE JANEIRO continua lindo!!!!!!!

O Rio de Janeiro continua lindo mesmo!!!!! É impressionante, pois com todos os problemas que apresenta, sua beleza é inesquecível. Adoramos voltar e fazemos isso sempre que podemos. Desta vez, o que nos levou até lá, foi uma promoção de passagens aéreas com preços ridiculamente imperdíveis.
Foto tirada do Pão de Açúcar.
Como vocês podem ver pelas fotos, fomos em um período de baixa estação, portanto não era verão intenso. Como economizamos muito nas passagens, resolvemos nos hospedar em um hotel em Copacabana, perto da praia. Achamos os preços do Hotel Diplomata Copacabana razoáveis. 
Baía de Guanabara.
Chegamos no Galeão por volta das 20h, pegamos um taxi para o hotel, fizemos o check in e saímos logo para comer alguma coisa e depois tomar um chopinho. Como ficamos a uns 300 metros da praia, havia  muitas opções de bares e restaurantes de todos os tipos pelas redondezas da Rua Barata Ribeiro e na Av. Atlântica. Escolhemos um barzinho com música ao vivo e com rodízio de petiscos. Ficamos até o início da madrugada.

Calçadão de Copacabana.
No dia seguinte, acordamos cedo e saímos antes do café para dar uma caminhada pelo calçadão de Copacabana. A praia estava praticamente deserta. Tiramos algumas fotos e ficamos observando as pessoas fazerem seus exercício matinais.

O dia estava nublado, o que era uma pena.



O Calçadão mais famoso do mundo -  Copacabana.

A água estava muito gelada, por isso só meu marido teve a coragem de tomar um banho. Depois disso, resolvemos voltar para o hotel para tomar um café bem caprichado, pois pretendíamos sair de ônibus coletivo para o Cristo Redentor.
Antes de embarcar no trenzinho para o Cristo Redentor.
Hall da estação do Trem do Corcovado.
Compramos os tickets para o Trem do Corcovado (funciona de segunda a domingo das 08h às 19h) e não esperamos muito. A subida foi bem tranquila e a vista maravilhosa. Estava lotado de turistas e de grupos de samba que se disputavam na tentativa de ganhar gorjetas generosas, principalmente dos estrangeiros. Na verdade, até que foi bom juntar a vista maravilhosa com o samba, foi tudo mais animado.
Espaço disputado!!!!!
Chegamos no Cristo sem problemas. Infelizmente não estava aquele dia de sol característico do Rio de Janeiro, mas pelo menos não estava nublado. O problema foi achar um espaço para fazer uma fotografia exclusiva. Estava lotado.
Símbolo do Rio de Janeiro e uma das 7 maravilhas do mundo moderno - O Cristo Redentor.
O Cristo tem 38 metros de altura e foi inaugurado em 12 de outubro de 1931 no Alto da Boa Vista, tornando-se um dos símbolos que representam o Brasil. É considerado uma das sete novas maravilhas do mundo moderno. É o segundo maior Cristo do mundo (o maior fica na Polônia).
A vista é magnífica - ao fundo o morro do Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara.
Ficamos um bom tempo por lá, pois a vista era maravilhosa. Quem visita o Rio de Janeiro, mesmo que por mais de uma vez, tem que subir ao Cristo, é um programa "obrigatório".
Volta no Trem do Corcovado - igualmente animada. Os turistas adoram!!!!!
Depois do Cristo, resolvemos almoçar lá no Cosme Velho mesmo, em um dos restaurantes que ficam perto da estação do Trem do Corcovado. Procuramos o que tinha preços mais baratos, mas no Rio, principalmente perto dos pontos turísticos, é tudo muito caro. 
Museu do Samba no Sambódromo.
Depois do almoço, seguimos de ônibus coletivo para o Sambódromo, mas tivemos muita dificuldade para chegar, pois nos deram informações erradas. Depois de algum estresse, finalmente deu tudo certo. Visitamos o museu do samba, tiramos fotos com alguns adereços e com turistas estrangeiros que alugavam as fantasias para tirar fotos.
Adereço em exposição no Museu do Samba.
Os turistas podem alugar fantasias para fazerem fotografias. Os preços não são baixos, mas quem visita o Rio pela primeira vez, até que vale a pena.
Turista fantasiado no Museu do Samba.
Passarela do Samba - lugar do maior espetáculo da Terra.
A Passarela do Samba recebeu o apelido carinhoso de Sambódromo e foi construída em 1984 na Rua Marquês de Sapucaí, onde já eram realizados os desfiles com arquibancadas desmontáveis. Foi projetada pelo arquiteto mais famoso do Brasil: Oscar Niemeyer. Tem 700 metros de extensão e pode receber até 90 mil expectadores nas arquibancadas e camarotes. Durante o ano, funciona uma escola pública no local.
Copacabana, princesinha do mar...
Depois do Sambódromo, fizemos um lanche e resolvemos voltar para o hotel, pois queríamos ir à praia no final da tarde.
Forte de Copacabana.
Infelizmente, o dia não estava ensolarado, mas mesmo assim, resolvemos pegar uma praia. Alugamos cadeiras e sombreiro e ficamos relaxando, sem hora para voltar. Compramos bebidas e petiscos com os ambulantes que nos ofereciam de tudo um pouco.
Como podem ver, a praia estava vazia. Não era verão, portanto poucas pessoas se aventuravam a tomar banho de mar, pois a água estava muito gelada. Mas, mesmo com esse clima, passar uma tarde em Copacabana tinha seus encantos.
Praia de Copacabana e a Avenida Atlântica com seus prédios e hotéis luxuosos.
O prédio branco central é o Copacabana Palace.
Pausa para um chopp no calçadão.
Depois do banho de mar, resolvemos passear pelo calçadão (que com apenas quatro quilômetros não é muito extenso), para ver se encontrávamos alguém famoso se exercitando. Como não vimos ninguém, escolhemos um quiosque e resolvemos tomar um choppinho. Ficamos até anoitecer, comemos pizza no jantar e voltamos para o hotel.
Bairro da Urca.
O dia seguinte era dia do Pão de Açúcar. Saímos cedo para curtirmos bem o dia. Não havia muita gente na Urca para subir no bondinho que vai até o Pão de Açúcar. O passeio de bonde tem dois estágios: o primeiro até o Morro da Urca e o segundo até o Morro do Pão de Açúcar. Pode-se descer nos dois para tirar fotos e permanecer o quanto quiser.
A bilheteria do bondinho funciona das 08h às 21h, mas os tickets são vendidos até as 19:50h. Saem a cada 20 minutos e têm capacidade para até 65 pessoas. 
Vale muito a penar ir, pois dá para se ter uma vista panorâmica de 360° da Cidade Maravilhosa. Dá pra ver as praias do Leme, Copacabana, Flamengo, Ipanema; o Cristo Redentor, a Pedra da Gávea, a Baía de Guanabara e muito outros lugares deslumbrantes. Pelas fotos abaixo dá para se ter uma ideia da beleza do Rio.



Antes de pegar o bondinho para o segundo estágio, que é no Morro do Pão de Açúcar.
A praia de Ipanema ao fundo.
Depois do Pão de Açúcar, resolvemos voltar para o hotel para nos prepararmos para a noite, pois iríamos ao ensaio da Escola de Samba Portela. Como o ensaio começava às 22h e ninguém é maluco de andar no
Rio de madrugada, resolvemos contratar no hotel mesmo, um serviço de traslado que era oferecido para os vários ensaios que ocorrem pela cidade.
Visão panorâmica do hotel. Favela da Babilônia bem pertinho.
As contradições do Rio de Janeiro: riqueza e pobreza lado a lado. 
Vieram nos buscar às 20:30h. A van já estava cheia e ainda havia uns hotéis para passar e pegar mais turistas. A lotação saiu esgotada para Madureira, local da Escola de Samba Portela, a minha preferida.
A águia é o símbolo da Portela.
O G.R.E.S. (grêmio recreativo escola de samba) PORTELA foi fundado em 1932 no bairro de Madureira e é uma das mais antigas escolas de samba do Rio de Janeiro. Seu símbolo é a águia e as cores da bandeira são azul e branco. 
Ala da comunidade e eu na frente, atrapalhando sua evolução. 
Ensaio da ala das baianas.
Ao longo de sua história conquistou 21 títulos, mas infelizmente, nenhum depois da construção do Sambódromo. A portela é a única escola de samba que participou de todos os desfiles carnavalescos carioca.

Ensaio da bateria do Mestre Nilo Sérgio.
A Portela foi a primeira escola de samba a permitir a participação das mulheres na bateria. A bateria ganhou ao todo quatro Troféus Estandartes de Ouro (1972, 1986, 2010 e 2012), prêmio criado para homenagear os destaques do carnaval do Rio de Janeiro.
Passista Portelense.
Saímos do ensaio às 2h da madrugada na mesma van que nos levou. Fazia muito tempo não nos divertíamos tanto!!! O samba realmente é maravilhoso e contagiante.Valeu muito à pena ter ido, recomendamos a todos que visitarem o Rio, pois é uma parte importante da cultura carioca.

A bateria contagiava quem estava por perto, ninguém conseguia ficar parado.
Chegamos ao hotel às 4h da manhã. Dormimos eté tarde, arrumamos as bagagens e saímos para o brunch. Nosso voo saía às 15h, então tivemos tempo suficiente para nos organizar com calma e ir para o aeroporto. E assim passou nossa estada na Cidade Maravilhosa. Pena que durou pouco.

CONFIRAM TAMBÉM AS POSTAGENS:
FOTOS DE PAISAGENS BRASILEIRAS
PETRÓPOLIS/RIO DE JANEIRO

2 comentários:

  1. Eu ainda não conheço o Rio, o que é uma vergonha!!! É que a mídia publica tanta violência associada a essa cidade, que eu acabei desistindo de viajar para lá. Essa postagem ajuda bastante a pessoas como eu a mudarem de ideia!!!!! Um abração ao casal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nilda, o Adilson pensava como você, mas assim que conheceu o Rio ficou apaixonado. Depois disso já viajamos para lá 4 vezes!!!!

      Excluir

ESTE ESPAÇO É SEU. SINTA-SE À VONTADE!!! COMENTE, PERGUNTE, CRITIQUE, PARTICIPE!!!