segunda-feira

NATAL NO RIO GRANDE DO NORTE COM PRAIA DA PIPA

Muito famoso pelas belas praias, o litoral do Rio Grande do Norte  é o lugar perfeito para passar férias ou um feriadão, por ter opções incríveis de lazer. Em Natal, decidimos nos hospedar na Praia de Ponta Negra (Residencial Ponta Negra Flat - Rua Afonso Magalhães, 496), famosa pelo Morro do Careca e por ter melhor estrutura turística. 
Museu da Aeronáutica.
A gente foi de carro próprio, mas quem chegar em Natal sem transporte, a dica é contratar um bugueiro para levá-lo para conhecer os melhores lugares. E olha que há muitas opções. O litoral é qualhado de belas praias e paisagens incríveis. 
Museu da Aeronáutica.
Há vários lugares famosos que o visitante não pode perder: as dunas de Genipabu, mergulhos nas piscinas naturais de Maracajaú, o maior cajueiro do mundo, a praia da Pipa, as falésias, e muitas outras opções fantásticas.
Sozinhos, e com um mapinha na mão, começamos pelo Museu Aerospacial na Berreira do Inferno, que conta a história de sua base de lançamento e tem um bom acervo. Além disso, fica no caminho para o Maior Cajueiro do mundo. Então é parada obrigatória, mesmo que rapidinha. É gratuito!
Todo esse verde atrás de mim é a copa do cajueiro!!!! Área aproximada de 8.500m².
Depois do museu, seguimos para Pirangi onde está localizado o maior cajueiro do mundo. Há uma boa estrutura turística ao redor do mesmo, com lojinhas de artesanato, agências de viagens, lanchonetes, banheiros, etc. Paga-se para visitar o local.
 Este é o tronco principal do Cajueiro.
Decidimos contratar um guia turístico que estava oferecendo seus serviços em uma das várias agências próximas ao maior cajueiro do mundo. Certifique-se que o guia seja credenciado para evitar problemas. Nós fizemos o cálculo dos passeios separadamente (se contratados por uma agência) e somando tudo, sairia muito mais caro que se contratássemos um guia para passar dois dias com a gente.
O guia FRANCIS (84) 9964-6464/81343145 - francisguia@hotmail.com era muito simpático. Começamos pela Praia de Camurupim para conhecer a Gruta da Pedra Oca, que fica no meio dos arrecifes e só aparece quando a maré está baixa. 
Gruta da Pedra Oca.
Arrecifes em cima da Gruta.
Ouriços na Praia de Camurupim. 
De Camurupim, seguimos para a Lagoa do Carcará para banho e tomar umas cervejinhas em um dos vários quiosques ao redor da mesma. Há pedalinhos e caiaques disponíveis para aluguel.
Lagoa do Carcará.
Tomamos umas cervejinhas, mas decidimos não almoçar lá. O guia (eles sempre fazem isso por causa da comissão que ganham) nos deu a opção de almoçar na Praia de Tabatinga, no restaurante Porto Parus, que tinha uma excelente estrutura turística com espreguiçadeiras, piscina, lounge e bom atendimento. Aceitamos e gostamos!
Depois do almoço, tivemos tempo livre para curtir a praia de Tabatinga em frente ao restaurante. Excelente trecho de praia para banho pela tranquilidade das águas que formam piscinas naturais.
Ficamos um bom tempo na praia até que o guia veio nos chamar nos prometendo fechar o dia em grande estilo. Nos dirigimos às Falésias da Barra de Tabatinga para esperar o pôr do sol.
Falésias da Barra de Tabatinga.
O guia tirou excelentes fotos nossas. O visual também contribuiu muito para a beleza das mesmas. Ficamos conversando e admirando a beleza do lugar até o sol se pôr. 
Que beleza!!!!! Fechamos o dia em grande estilo!!!!!!
No seguindo dia de guiamento de Francis, foi dia de conhecermos as tão famosas Dunas de Genipabu, cenário de gravação de várias novelas, entre elas O Clone, Tieta do Agreste e Flor do Caribe.
 
 Fomos até o local de entrada da reserva, que é área de preservação ambiental  e fica localizada no município de Extremoz, distante 25 km de Natal. Durante o trajeto, o guia nos falou que há dois tipos de passeios na região das dunas.
 
Um passeio é feito pelas dunas fixas e outro é feito pelas dunas móveis. O passeio pelas dunas móveis é mais emocionante. Certifique-se antes de contratar a agência ou com o bugueiro qual dos dois passeios a pessoa está pagando.
Nosso guia nos levou à Cooperativa de Bugueiros de Genipabu, onde pagamos o passeio diretamente ao motorista (saiu mais barato porque não tinha intermediário) e acertamos conhecer as dunas móveis.
Nas dunas, o motorista pergunta aos turistas qual tipo de passeio a pessoa quer: com emoção ou sem emoção. Com emoção é muito melhor, mas atenção para não bater o rosto no ferro do buggy, pois há casos de gente que se machuca feio! Segure firme!!
Local onde foi gravada a abertura da novela Flor do Caribe. 
Depois das dunas, seguimos para a praia de Maracajaú, que fica à 60 km de Natal para mergulharmos nas piscinas naturais. Chegando na praia, o guia nos levou ao local de saída dos barcos, onde negociamos o passeio e já deixamos encomendado nosso almoço para a volta (restaurante Brisa Mar).
As piscinas naturais se localizam à aproximadamente à 7 km de distância da costa e aparecem na maré baixa. O passeio de barco até lá foi bem tranquilo. Eles fornecem bebidas e petiscos (comemos espetinhos de lagostinha maravilhosos) a preços bem razoáveis.
Piscinas naturais de Maracajaú.
Excelente lugar para a prática de snorkeling, porque a profundidade é muito boa (há pontos que variam entre 1 e 3 metros) e há uma grande variedade de vida marinha para o turista observar enquanto mergulha.

Os corais são belíssimos! Os barqueiros pedem para não pisarmos nos corais para evitar qualquer dano ambiental. Nós, que adoramos mergulhar, aproveitamos muito e tiramos fotos lindas!

Alguns guias de turismo afirmam que Maracajaú é o "Caribe Brasileiro". Sem sombra de dúvidas o lugar é muito bonito com um ecossistema maravilhoso.
De Maracajaú, seguimos para a Lagoa de Pitangui, mas antes paramos para tirar fotos nas dunas que apareciam no caminho. Nosso guia, além se super-legal, era excelente fotógrafo!!! Aproveitamos para brincar com a perspectiva.
Em Pitangui, tivemos tempo livre à vontade. O local tem excelente infraestrutura, com bares, loja de artesanato, tobogãs, etc. Só saímos de lá no finalzinho da tarde em direção à Natal. A travessia fizemos em uma espécie de balsa por um rio (infelizmente não sei o nome) para encurtar o caminho.

Lagoa de Pitangui.
Nossa travessia foi feita em uma balsa parecida com essa. É movida por uma pessoa com uma vara que empurra a balsa. Bem legal!
Nosso terceiro dia no Rio Grande do Norte foi reservado à Praia da Pipa, mas dessa vez fomos sozinhos, pois não havia mais a necessidade de contratarmos um guia.
Não tivemos a menor dificuldade em encontrar a praia da Pipa, que fica a aproximadamente 80 km de Natal, em um município chamado Tibau do Sul. Trata-se de um povoado badaladíssimo, com muitos turistas, bares, restaurantes, hostels e muito charmoso pela rusticidade.
Tivemos bastante dificuldade para achar estacionamento no local e para se chegar à praia do Madeiro o único acesso é por uma escadaria bastante íngreme, pois o vilarejo fica na parte alta das falésias, mas vale a pena o esforço.
Praia do amor.
Há opções de passeios de barco até a baía dos golfinhos, passando pela praia do amor e pela praia do madeiro. Há também opções de passeios em bananas boats. Tem ambulantes vendendo de tudo: desde comidas, bebidas e passeios até roupas de banho.
 Praia do Madeiro.
 O lugar era tão agradável que nos arrependemos de não termos reservado a nossa última noite para fecharmos em grande estilo. Foi um equívoco mesmo!!!
No final da tarde, voltamos para Natal. Se arrependimento matasse... Uma pena que nosso feriado já estava acabando, nos dando a triste sensação de fim de festa...
Chegamos em Natal já de noite bem cansados e nem saímos mais. Decidimos fazer um jantarzinho leve no flat mesmo e curtir a área da piscina, pois tínhamos que dormir cedo para viajar todo o dia seguinte de volta à nossa cidade. Enfim, o feriadão já tinha acabado e deixado saudades...

Veja também as postagens:
CRUZEIRO PARA FERNANDO DE NORONHA
MARAGOGI EM ALAGOAS
PRAIA DO FORTE NA BAHIA
MORRO DE SÃO PAULO/BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE ESPAÇO É SEU. SINTA-SE À VONTADE!!! COMENTE, PERGUNTE, CRITIQUE, PARTICIPE!!!