sexta-feira

MYKONOS NA GRÉCIA - UMA ILHA CHEIA DE CHARME!

Quando decidimos conhecer a Grécia, de uma coisa tínhamos certeza absoluta: a ilha mais famosa do Mar Egeu não podia ficar de fora do nosso roteiro, e assim conhecemos Mykonos, uma ilha cheia de beleza, charme e requinte para todos os gostos.
Ferry boat a caminho de Mykonos.
Basicamente, há três maneiras de se chegar à ilha: de avião, de cruzeiro ou de ferry boat. Compramos os tíckets do ferry pelo site www.danae.gr e não tivemos nenhum problema, tudo bastante confortável e dentro dos horários. Só preste atenção em comprar os tíckets saindo do Porto de Piraeus em Atenas. Recomendamos que o viajante escolha os ferries mais rápidos, mesmo pagando um pouco mais por isso.
Chegando em Mykonos, há serviços de taxis, de vans ou transfers oferecidos pelos hotéis. Os preços dos taxis são tabelados de acordo com a distância até o hotel. Nós reservamos um hotel excelente bem pertinho do Centro e de frente para o mar (Markos Beach Hotel) e foi um excelente custo-benefício, principalmente porque podíamos curtir praia e as baladinhas à noite no Centro.
Nosso hotel (Markos Beach Hotel).
Na varanda da nosso quarto.
Mesmo quem resolve se hospedar próximo ao Centro, deve alugar motocicleta, quadricículo ou carro, pois a ilha é grande e há outros locais muito interessantes para se conhecer, como as praias Paradise e Super-Paradise, que são bem distantes. 
Moinhos de vento do século XVI. Hoje estão desativados.

No Centro há os famosos moinhos de vento e a Little Venice (pequena Veneza), chamada assim porque as casas bem juntinhas se parecem um pouco com um dos diversos canais daquela cidade. Neste local vale muito à pena esperar o pôr-do-sol.
Little Venice (pequena Veneza). Não é que parece?

Em nosso primeiro dia, já que chegamos por volta das 13 horas, resolvemos ficar pelas redondezas do hotel e não alugamos nenhum transporte. Caminhamos calmamente pelas ruas estreitas de casas branquinhas e janelas azuis, almoçamos sem pressa, tomamos um excelente vinho e tiramos excelentes fotos.
Chora, o bairro mais antigo da cidade.

Ruas e casas características de Mykonos.
Mykonos é cheia de igrejas branquinhas.
Aproveitamos para explorar a pé um pouco da ilha, nos perdendo de propósito em seu labirinto de ruas estreitas e construções branquinhas. Passamos em uma delicatessen e compramos vinho, pão, queijos e azeitonas e voltamos para o hotel para curtir praia.
Praia em frente ao hotel com os moinhos de vento ao fundo.
Recomendamos que o visitante reserve no mínimo três noites em Mykonos para aproveitar melhor as atrações sem muita pressa. 
Uma dica importante: tenha sempre um casaquinho à mão ou algo para se abrigar, pois mesmo no verão, quando a tarde cai o friozinho chega. 
Os vinhos, os azeites e as azeitonas gregos são excelentes!
Uma boa companhia, um bom vinho e um mágico pôr-do-sol.

Ficamos curtindo a praia do hotel por um bom tempo, depois subimos para a varanda para esperar o pôr-do-sol, que é magnífico. Mas quando a noite cai, faz um friozinho... No verão anoitece por volta das 22 horas e depois disso a cidade ferve! Há muitas baladas e bares muito legais.


Os bares lotam à noite.
No dia seguinte à nossa chegada, resolvemos alugar uma motoneta (15 euros a diária é a média de preços) para conhecermos as praias mais distantes, como a Paradise e a Super Paradise, as praias "liberais" mais famosas, que ficam no sul da ilha. São praias maravilhosas com um mar de azul degradê incrível e ótimas para o público gay, para quem curte naturismo, baladas ou simplesmente fazer topless.
Depois de darmos uma boa volta pela ilha, decidimos passar o dia na praia Paradise, que começa a encher por volta do meio dia. O melhor bar na nossa opinião é o Tropicana Club, pois tem uma excelente estrutura, com aluguel de sombreiros e espreguiçadeiras (pagamos 18 euros o aluguel do conjunto).
Praia Paradise.
Praia Paradise.
O legal dessas praias é que ninguém incomoda ninguém, tudo em perfeita sintonia. Gente fazendo topless, crianças brincando, casais gays namorando, pessoas nadando nuas ou simplesmente tomando sol. Tudo isso com muito respeito.
Praia Paradise.


Por serem praias exclusivas, os preços são um pouco mais altos, mas há opções intermediárias de lanches e bebidas. Recomendamos que o visitante vá para passar o dia, pois no fim da tarde começa a balada com DJs, animadores, dançarinas e muita festa. Nós amamos esse bar!!!
Bar Tropicana Club na praia Paradise.
Ambiente descontraído, alegre, gente do mundo todo e muita música: assim é a balada nesta praia. Mesmo sendo liberal, quem sai da areia para a boate do restaurante vai devidamente vestido.

Animador de festas bem desinibido!

No fim da tarde, a galera sai da areia e a boate fica lotada. 
 Reservamos o terceiro dia de nossa estada para dar uma volta de motoneta pela ilha para tirarmos mais fotos antes de nos dirigirmos para conhecer a praia Super Paradise. 
Vista espetacular!!!!
As casas branquinhas combinam perfeitamente com o azul intenso do Mar Egeu. Uma beleza impressionante e inesquecível!
A praia Super Paradise é ainda mais exclusiva e assim como a praia Paradise, segue a mesma linha liberal. O bar/club com o mesmo nome também tem uma excelente estrutura, mas com preços mais salgados que o Tropicana. Os preços dos aluguéis de sombreiros e cadeiras variam de acordo com a fila em que estão. Quanto mais perto da água, mais caros são.


Bar Super Paradise.
Além de bar na areia, ainda tem restaurante no salão (tipo bandejão), loja de lembrancinhas e roupas de praia, duchas, boate e muita música também. 
Achamos a Super Paradise a praia mais bonita de Mykonos, mas também há outras belas também, como as praias Panormos, Fokos, Paranga e Psarou. Todas elas acessíveis de transporte próprio, por isso recomendamos que quem for alugue uma condução para não depender dos poucos taxis (somente 31) que existem na ilha.
Praia Super Paradise.

O azul do Mar Egeu é realmente impressionante!
Recomendamos que quem for para a praia Super Paradise chegue por volta das 12 horas e fique para a balada que começa no final da tarde. A não ser que faça questão de pegar os sombreiros da primeira fila, que enchem logo mesmo sendo mais caros. 
Na boate, as primeiras mesas são reservadas apenas aos clientes V.I.P.S, ou seja, os que pedem espumante Chandon de um litro. Como estão vazias, vocês podem imaginar o preço...
A tarde caindo e a boate enchendo...
Assim como o bar Tropicana Club, neste bar também se recomenda que quem for dançar ou apenas tomar um drink na barra deve ir vestido. Ficamos até tarde, e sem perceber, acabou o dia...

A ressaca foi cruel!!!!
No dia seguinte, com muita ressaca (na verdade, uma ressaca de matar!!), decidimos andar de motoneta sem destino definido, pois o único compromisso que tínhamos era esperar o pôr-do-sol perto da igreja Paraportiani, que é muito famosa.
Tiramos mais fotos incríveis da ilha e das diversas igrejas que apareciam pelo caminho. Há muitas igrejas católicas e ortodoxas, cada uma mais bonita que a outra.
Há mais de 300 igrejas em Mykonos.
Almoçamos em Chora, pois é onde se encontram a maior quantidade de bares e restaurantes e ficamos por lá olhando lojinhas e comprando lembrancinhas até a hora do pôr-do-sol, que é muito bonito.
Igreja Paraportiani.
A Igreja mais famosa de Mykonos e presente em centenas de cartões postais se chama Paraportiani, foi construída em 1425 na época em que havia uma fortaleza na cidade que a protegia de inúmeros invasores.
A Igreja Paraportiani, o pôr-do-sol e Rose.
A construção da fortaleza se deveu à inúmeras invasões que houve com o passar dos séculos. Romanos, fenícios, alemães, macedônios, Jônicos e muitos outros povos queriam esta ilha estratégica.

Depois, para fecharmos com chave de ouro a nossa viagem, resolvemos entrar em uma Igreja Católica Ortodoxa no centro de Chora para agradecer à Deus por estamos tão felizes e tivemos a sorte de assistir boa parte da missa.

E ainda assistimos parte da missa no fim da tarde.
Depois de tudo que vimos e vivenciamos, tem como não se apaixonar por Mykonos? Tem como não se encantar? Talvez seja por isso que encontramos muita gente que estava lá pela terceira ou quarta vez. Temos quase certeza que essa ilha maravilhosa tem feitiço... muito feitiço mesmo...

VEJA TAMBÉM OUTRAS POSTAGENS:
ATENAS NA GRÉCIA - APRENDENDO HISTÓRIA ONDE SE FEZ HISTÓRIA
SANTORINI NA GRÉCIA - UMA ILHA CHEIA DE CHARME


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTE ESPAÇO É SEU. SINTA-SE À VONTADE!!! COMENTE, PERGUNTE, CRITIQUE, PARTICIPE!!!